sábado, 31 de dezembro de 2011

NATAL!

Imagem retirada do site: www.google.com.br

Natal sem luz
Natal sem cor
Longe do meu amor...

Natal sem canção
 Natal sem emoção
Você longe do meu coração...

Natal com "tim tim"
Natal sem fim
 Você junto de mim...

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Uma Carta de Amor...

Imagem retirada do site: www.google.com.br


Eu quero escrever pra você uma carta de amor...
Com um punhado de vento
Para conduzir as borboletas
Levando meus beijos ardentes de amor
Com rosas perfumadas com cheiro meu
Embriagando teu paladar, levando-te ao apogeu
Eu quero escrever pra você uma carta de amor...
Levando meus sentimentos
Coisas que guando em meu peito e acalento
Desejos ardentes do corpo teu
Teu cheiro que inebria meu corpo como breu
Levando-me a loucura de ardente calor
Eu quero escrever pra você uma carta de amor...
Onde a escrita, transborde de cores
Apagando de minha vida as dores
Com aquarelas que fascinam o olhar
Nos desejos sem fim a me levar
No rio do amor que a vida vem ornar
Eu quero escrever pra você uma carta de amor...


segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Prisão sem grades...



Imagem retirada do site:www.google.com.br

Despir meus sentimentos
Foi deixar-te cravar em mim os desejos
Assim percebi
Pluralidade de pensamento
Expresso em teu olhar
Aniquilando a minha nudez sentimental
Mostrando os meus anseios mais íntimos
Provando do desprendimento de sentimento
Tive medo de ir embora, embora não pareça
Senti-me livre para ficar prisioneira tua
Que liberdade é essa que aprisiona?
Que prisão mais cruel essa que vivo?
Prisão sem paredes...

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Ar Rarefeito


Imagem:www.google.com.br
Você causa em mim:
Abalos constantes
Desejos abundantes
Obsessões ambulantes
Alegrias exultantes
Adorações faiscantes
Sonhos hesitantes
Temores irritantes
Causa também:
Sono, náuseas, esgotamento...
Descobri em você
Meu Ar Rarefeito


sábado, 3 de dezembro de 2011

Andador




Sou como um andador
Não só porque ando...
Ando na dor
Da espera constante
De encontrar um amor
Que dor de andar...
Nas andanças que a vida dá
Dor sem andar, não seria dor
Seria apenas dor sem dó
Às vezes me pego a exclamar:
Anda dor, para de andar e
Deixa meu coração descansar!